A paixão pela escrita foi estimulada pelo poeta e jornalista João Ricardo Barros Penteado, ao passo que deve a Alfredo Mesquita o incentivo para invadir o campo da literatura teatral.
Dentre os amigos a quem, por razões afetivas ou intelectuais

sentia-se ligada, destacam-se: Sergio Milliet,
Caio Fernando Abreu,
Lygia Fagundes Telles,
Bráulio Pedroso,
José L. Mora Fuentes,
Joy Kostakis
e o poeta português Carlos Maria Araújo

 

hilda-oleo

 

a quem dedicou, por ocasião da sua morte, ‘As Sete Estanças dos Pequenos Funerais Cantantes’:

 

Dorme o amigo no seu corpo de terra. / E dentro dele a crisálida amanhece: / Ouro primeiro, larva, depois asa / Hás de romper a pedra, pastor e companheiro

 

 

* trecho da dissertação ‘A VIA TRANSCENDENTE PERCORRIDA NA ESCRITA DE HILDA HILST‘, de Gisele do Rocio Borges